fbpx

Infecções Sexualmente Transmissíveis e o Diagnóstico Molecular

As infecções sexualmente transmissíveis (IST), anteriormente conhecidas como doenças sexualmente transmissíveis (DST), acometem mais de 1 milhão de pessoas ao dia no mundo e encontram-se entre os cinco principais motivos de consulta médica. Infelizmente a realidade brasileira não é muito diferente. Ao menos 5 milhões de brasileiros já foram contaminados em alguma ocasião por um certo tipo de IST.

A técnica de PCR em Tempo Real está revolucionando os diagnósticos médicos. Sua alta sensibilidade permite identificar o agente infeccioso no organismo mesmo que a pessoa não tenha desenvolvido a doença. Identificando um possível agente transmissor para realizar o tratamento adequado.

Números Alarmantes

Ocasionadas por mais de 30 agentes etiológicos (bactérias, vírus e parasitas), as infecções sexualmente transmissíveis (IST) – termo atualmente adotado pela OMS – acometem mais de 1 milhão de pessoas ao dia no mundo e encontram-se entre os cinco principais motivos de consulta médica. Além do gran​de impacto para a saúde, algumas ISTs podem aumentar o risco de aquisição do HIV em três vezes ou mais, ser transmitidas da mãe para o feto durante a gestação podendo causar consequências graves ao bebe.

  • Estima-se que 1 milhão de pessoas ao dia no mundo são contaminadas por IST.
  • Brasil: 45% da população sexualmente ativa não usou preservativo nas relações sexuais casuais nos últimos 12 meses.
  • Ao menos 5 milhões de brasileiros já foram contaminados em alguma ocasião por um certo tipo de IST.

Realidade Brasileira

Infelizmente a falta de informação combinada com a despreocupação, principalmente dos jovens, são fatores determinantes para o aumento da transmissão das infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). Segundo a OMS / Brasil, maioria dos brasileiros (94%) sabe que a camisinha é melhor forma de prevenção às IST e AIDS. Mesmo assim, 45% da população sexualmente ativa não usou preservativo nas relações sexuais casuais nos últimos 12 meses. Por esse motivo, cerca de 2,5% da população brasileira sexualmente ativa já foi contaminada em alguma ocasião por um certo tipo de IST. Isso representa aproximadamente 5 milhões de brasileiros.

5 Milhões de brasileiros Infectados

  • Sífilis: 685.400 casos
  • Gonorreia: 1.541.800 casos
  • Clamídia: 1.967.200 casos
  • Herpes Genital: 640.900 casos

* Fonte: http://www.aids.gov.br/

O Diagnóstico Molecular (PCR em Tempo Real) na Detecção de Infecções Sexualmente Transmissíveis

A técnica de PCR em Tempo Real revolucionou o diagnóstico molecular e está se tornando o teste padrão ouro para um diagnóstico preciso, sensível e rápido para a detecção de uma ampla gama de agentes infecciosos. Os benefícios desta técnica incluem a alta sensibilidade do teste. Isso é muito importante, pois é possível identificar a presença do agente infeccioso no organismo mesmo que a pessoa não tenha desenvolvido a doença. Isso possibilita identificar possíveis agentes transmissores e realizar o tratamento adequado. Sua quantificação (ex. Cargas Virais) e possibilidade de detecção de múltiplos patógenos na mesma reação (Multiplex) garantem um diagnóstico bem mais preciso.

| NEWSLETTER

Fique por dentro e receba
as nossas novidades

Disponível de segunda à sexta, das 9h às 22h e sábado das 12h30 às 20h